EUA disponíveis para formar quadros angolanos

Os Estados Unidos da América (EUA) estão disponíveis para formar quadros angolanos em matéria de segurança pública, particularmente nas áreas de migração e fronteiras.

EUA disponíveis para formar quadros angolanos

De acordo com uma nota do Ministério do Interior, a disponibilidade foi manifestada pela embaixadora dos EUA em Angola, Nina Maria Fite, durante um encontro com o ministro Eugénio Laborinho, nesta terça-feira, 11, em Luanda.

 


A diplomata americana aproveitou o encontro para demonstrar total disposição do seu país para auxiliar em todas as questões que dizem respeito ao departamento ministerial que tutela a ordem e segurança interna.

 


Por seu turno, o ministro do Interior agradeceu a disponibilidade da representante dos Estados Unidos em Angola e mostrou-se satisfeito com o empenho que a Administração norte-americana tem desenvolvido para a estabilidade e manutenção das boas relações entre os dois Estados.

 


As relações entre ambos os países, na vertente de ordem e segurança pública, têm sido alicerçadas no memorando de entendimento rubricado no ano passado, pelo que, desde então, se definem áreas de intervenção e de acção entre os órgãos que compõem o Ministério do Interior e instituições análogas norte-americanas.

 


No encontro, o ministro Eugénio Laborinho esteve ladeado pelo secretário de Estado do Interior para o Asseguramento Técnico, Salvador José Rodrigues, e pelo 2º comandante-geral da Polícia Nacional, comissário-chefe António Pedro Kandela.

 


Jornal de Angola