É assim que esta chinesa evita o coronavírus

O coronavírus, o mais recente surto proveniente da China, levou muitos a adoptar truques para se protegerem. São muitos os que optam por máscaras, mas uma chinesa criou uma solução hitech.

É assim que esta chinesa evita o coronavírus

As soluções para evitar o contágio pelo coronavírus levam os seres humanos a recorrer a máscaras, à constante desinfecção e à higiene, truques estes que visam reduzir a probabilidade de contrair a doença, para quem tem de conviver com outros, potencialmente infectados. Contudo, uma mulher chinesa resolveu “cortar o mal pela raiz” e cortar também o contacto (até) com os seus vizinhos.

Conta o The New York Post que Chen Tao é uma jovem que tem duas paixões. Uma é o radio modelismo e a outra é continuar viva e sem contrair o vírus que já infectou 60.000 e matou mais de 1370 pessoas, números que prometem aumentar. Decidida a reduzir ao mínimo o contacto com outros seres humanos, Tao concebeu uma forma hi-tech de ir às compras sem necessitar de se aproximar de quem quer que seja. Tudo para que morrer à fome não fosse uma alternativa a contrair o vírus.

Pegando num dos seus carros telecomandados, a que acoplou um atrelado com uma caixa com duas câmaras de vídeo e um altifalante, Chen Tao provou ser capaz de conduzir o seu veículo até ao supermercado do bairro, falar com o segurança para lhe permitir o acesso, pedir os produtos que necessitava e fornecer ao dono da loja um número de telemóvel para que pudesse formalizar o pagamento. É claro que, para que a produção anti-coronavírus seja total, o veículo e as respectivas compras têm de ser devidamente desinfectados antes de entrar em casa.