Áustria levanta suspensão de ligações ferroviárias com Itália

Brennero - As autoridades austríacas anunciaram que já foi retomado o tráfego ferroviário numa importante ligação com Itália, depois de a ligação ter sido hoje suspensa devido a suspeitas de que duas pessoas num comboio poderiam estar infectadas...

Áustria levanta suspensão de ligações ferroviárias com Itália

Brennero - As autoridades austríacas anunciaram que já foi retomado o tráfego ferroviário numa importante ligação com Itália, depois de a ligação ter sido hoje suspensa devido a suspeitas de que duas pessoas num comboio poderiam estar infectadas com Covid-19.,

"Foi levantado o alerta, os testes de diagnóstico efectuados nos dois casos suspeitos revelaram-se negativos", indicou em comunicado o ministério austríaco do Interior.

"O encerramento administrativo em Brennero foi levantado", indicou na sua conta Twitter a companhia austríaca de caminhos-de-ferro ÖBS; precisando que a circulação de comboios se vai efectuar na segunda-feira de acordo com os horários previstos.

As ligações ferroviárias do Passo do Brennero, um importante ponto de passagem entre a Áustria e a Itália, foram interrompidas no final da tarde devido às dúvidas sobre o estado de saúde de duas passageiras alemãs que embarcaram em Veneza num comboio com destino a Munique, na Alemanha.

As duas mulheres foram submetidas a exames médicos pouco após a sua partida de Veneza e deixaram o comboio, que depois foi bloqueado na estação do Brennero pouco antes de entrar na Áustria.

De acordo com as autoridades locais citadas pelos media, a interrupção do tráfego nesta linha bloqueou na estação de Brennero cerca de 500 passageiros, que foram todos identificados por medida de precaução.

Detectado na China em Dezembro de 2019, o coronavírus Covid-19 já provocou 2.468 mortos e infectou mais de 78 mil pessoas a nível mundial.

A maioria dos casos ocorreu na China, em particular na província de Hubei, no centro do país, a mais afectada pela epidemia.

Além de 2.442 mortos na China continental, morreram oito pessoas no Irão, quatro no Japão, duas na região chinesa de Hong Kong, cinco na Coreia do Sul, três em Itália, onde o Carnaval de Veneza foi suspenso, uma nas Filipinas, uma em França, uma nos Estados Unidos e uma em Taiwan.

As autoridades chinesas isolaram várias cidades da província de Hubei para tentar controlar a epidemia, medida que abrange cerca de 60 milhões de pessoas.

O segundo país mais afectado é o Japão, com 769 casos (quatro dos quais mortais), incluindo pelo menos 364 no navio de cruzeiro 'Diamond Princess'. As autoridades japonesas confirmaram hoje que um tripulante português do 'Diamond Princess', atracado em Yokohama, está infectado com o Covid-19.

,