Angola na 43ª Sessão do Conselho dos Direitos Humanos da ONU

Genebra - Uma delegação multi-sectorial angolana, chefiada pelo Secretário de Estado para as Relações Exteriores, Téte António, participa de segunda-feira a 20 de Março, em Genebra, Suíça, na 43ª Sessão do Conselho dos Direitos Humanos das...

Angola na 43ª Sessão do Conselho dos Direitos Humanos da ONU
Genebra - Uma delegação multi-sectorial angolana, chefiada pelo Secretário de Estado para as Relações Exteriores, Téte António, participa de segunda-feira a 20 de Março, em Genebra, Suíça, na 43ª Sessão do Conselho dos Direitos Humanos das Nações Unidas (CDH), destinada a examinar relatórios ligados à deficiência, tortura, meio ambiente e a dívida externa.,

O encontro deverá igualmente centrar-se em aspectos relacionados com a venda e exploração de crianças, albinismo, direito à alimentação e cultura, privacidade e alojamento condigno.

A sessão de abertura do Conselho dos Direitos Humanos será marcada pelo Segmento de Alto Nível que contará com a presença do Presidente da Assembleia Geral das Nações Unidas, Tijjani Muhammad-Bande, do Secretário-Geral da organização, António Guterres, de Chefes de Estado e de Governo, e da Alta-Comissária do CDH, Michalle Bachelet, entre outras entidades.

Este Segmento contará também com a presença dos membros de países da CPLP, cujas intervenções incidirão sobre os painéis alusivos às comemorações dos 30 anos da adopção da Convenção sobre os Direitos da Criança e do 25º aniversário do Programa de Acção de Beijing sobre a Mulher.

A 43ª sessão do Conselho dos Direitos Humanos da ONU decorrerá numa altura em que se observa uma discrepância entre o aumento dos desafios ligados à promoção, ao respeito e protecção dos direitos humanos pelo mundo e os recursos atribuídos para o financiamento que irá permitir ao Escritório do Alto-Comissariado e os outros órgãos competentes na matéria, principalmente o CDH, a exercerem devidamente os seus mandatos.

Segundo a representante de Angola junto do Escritório das Nações Unidas e outras Organizações Internacionais em Genebra, embaixadora Margarida Izata, o país perspectiva neste encontro exprimir o seu posicionamento sobre a temática, assim como as mais recentes medidas a favor da promoção e protecção dos direitos humanos, sobretudo no domínio dos direitos da criança, da mulher, da luta contra a corrupção e do repatriamento dos fundos ilícitos.

Margarida Izata disse ainda que durante o Conselho Angola pensa detalhar o seu engajamento na constância da paz na Região dos Grandes Lagos, após as últimas cimeiras presididas pelo Presidente da República, João Lourenço, em mediação da situação reinante entre o Uganda e o Ruanda, mas precisamente a recente cimeira de Gatuna-Katuna que mereceu especial atenção do grupo africano em Genebra.

,